Espiritualidade LETRA-D

Letra D

Espiritualidade Letra D, espiritualismo, espiritismo

Espiritualidade Letra D

 

Artigos de Espiritualidade

Artigos de Espiritualidade, temas de espiritualidade

Artigos de Espiritualidade

D

Dinheiro e Espiritualidade 

Osho: Não renuncie ao dinheiro, renuncie à propensão ao dinheiro

Com o intuito de quebrar paradigmas no que diz respeito a prosperidade, segue abaixo um texto de Osho que trata muito bem essa questão. Somos todos dignos e merecedores de toda abundância que o universo pode oferecer. Faz parte do processo de desenvolvimento e evolução do Todo e o dinheiro hoje é o meio que nos permite criar e manifestar nossa realidade, mantendo assim o movimento da vida. Permita-se quebrar as barreiras mentais que impedem esse fluxo de chegar até você! 

Muitos sábios orientais do passado foram contra o dinheiro. Você, ao contrário, não é. Poderia, por favor, comentar?

Eu não sou contra o dinheiro, sou contra a propensão ao dinheiro. Não sou contra as posses, sou contra a possessividade. E essas são dimensões totalmente diferentes, diametralmente opostas.
Ser contra o dinheiro é estúpido. O dinheiro é um meio muito belo, um meio de intercâmbio. Sem ele não pode haver uma cultura evoluída, sociedade ou civilização.

Apenas imagine que o dinheiro desapareceu do mundo. Então tudo o que é confortável, tudo aquilo que lhe dá conforto desaparecerá com ele. As pessoas serão reduzidas a uma profunda pobreza.

O dinheiro tem prestado uma tremenda ajuda; e é preciso apreciá-lo. Assim, não sou contra o dinheiro, mas certamente sou contra a propensão ao dinheiro, e as pessoas não fazem essa distinção. Todo o passado humano viveu em confusão.

Renuncie à propensão ao dinheiro, mas não há necessidade de renunciar ao dinheiro em si. O dinheiro tem de ser criado, a prosperidade tem de ser criada.

Sem a prosperidade, toda a ciência desaparecerá, toda a tecnologia desaparecerá, todas as grandes conquistas do homem desaparecerão. O homem não será capaz de atingir a lua, o homem não será capaz de voar.

Sem o dinheiro, a vida se estagnará, exatamente como sem a linguagem toda arte, toda literatura, toda poesia, toda música desaparecerão. Exatamente como a linguagem o ajuda a trocar pensamentos, a se comunicar, o dinheiro o ajuda a trocar coisas; também é uma forma de comunicação.

Mas as pessoas com uma mente propensa ao dinheiro se apegam a ele; destroem toda a sua finalidade. Sua finalidade é passar de uma mão a outra. É por isso que é chamado de moeda corrente: tem de permanecer como uma corrente, movendo-se. Quanto mais se move, melhor; mais rica se torna a sociedade.

Se eu tiver apenas uma rupia e ela correr e passar por cinco mil sannyasins, então uma rupia se tornará cinco mil rupias. Quanto mais se move, mais dinheiro é criado. Funciona como se existissem cinco mil rupias – apenas uma rupia!

Mas a pessoa propensa ao dinheiro agarra-se a ele; interrompe a corrente. Ela o segura, apega-se a ele, não o usa. 

Osho, em “Dinheiro, Trabalho, Espiritualidade”

_______

Já Está na Altura de Perder as Ilusões

As ilusões das pessoas vão mudando. Quando são jovens, têm a ilusão do amor; pensam que o amor talvez consiga abrir as portas de todos os mistérios. O amor abre realmente as portas, não as dos mistérios, mas as das misérias. Há outros indivíduos a quem só interessa ganhar dinheiro. Quando perguntaram a Henry Ford: «Ganhou mais dinheiro do que qualquer outra pessoa no mundo. Agora que chegou ao topo, como se sente?», ele respondeu: «Completamente frustrado, porque no topo não existe nada. O que aprendi ao longo de toda a minha vida foi a subir escadas. Fui subindo, na esperança de que no degrau seguinte pudesse estar a realização, mas a realização nunca se alcança.»
Quando as pessoas perdem as suas esperanças, ilusões e sonhos mundanos, então mudam e começam a ter esperança no crescimento espiritual, em Deus e no paraíso. Estas são as mesmas pessoas e as mesmas mentes que não aprenderam absolutamente nada.
A não ser que não possua quaisquer tipo de ilusões – o que significa que já não pensa no amanhã não conhecerá a verdade pura da existência, que apenas existe nesse momento. Não se encontrará em sintonia com o mesmo, e, portanto, estará sempre a afastar-se, a adiar, a ir, a caminhar.
Já está na altura de perder por completo as ilusões: ilusões mundanas, ilusões não-mundanas, amor, dinheiro, iluminação. Limite-se a ser o que é e assim terá chegado a casa.
Na verdade, nunca a deixou realmente. Esteve sempre aqui.Osho, in ‘Acreditar no Impossível’
_______
Livro: “Dinheiro, Trabalho e Espiritualidade”. Osho
Dinheiro, Trabalho e Espiritualidade apresenta a filosofia de Osho a respeito da vida. O material foi selecionado de seus discursos para diferentes públicos, durante mais de 30 anos. Aqui, o autor explica que o antigo homem foi condicionado a viver no sofrimento, pronto a sacrificar o hoje por um amanhã desconhecido. O novo homem, porém, se revolta contra todo tipo de exploração e vive segundo sua intuição e seus desejos, sem condicionamentos, sem religião (organizada), sem nenhuma discriminação racial ou econômica. E é das características desse novo homem que Osho trata em Dinheiro, Trabalho e Espiritualidade.

escola-decor