Dicionário de Umbanda-P

Letra P

Dicionário de Umbanda Letra P

Dicionário de Umbanda Letra P

Dicionário de Umbanda

Dicionário de Umbanda, termos umbandistas, vocabulário umbanda

Dicionário de Umbanda

 

P

PABA — Final da vida. Morte.

PACOVA SOROROCA — Vegetal que produz sementes pretas, as quais são muito usadas em trabalhos, servindo também para a confecção de colares e pulseiras usadas pelos Pais-de-Santo.

PACTO — Convenção feita com as forças do mal para conseguir coisas que escapam às forças da natureza.

PADÊ — Despacho para Exu no início das sessões ou festas, constando de bebidas, alimentos, velas e outras oferendas, a fim de que os trabalhos não sejam perturbados.

PADRINHO — Pai-de-Santo. Chefe de Terreiro.

PAI-DE-MESA — Chefe de Terreiro. Babalaô. Curandeiro.

PAI-DE-SANTO — Chefe de Terreiro. Médium masculino com experiência e formador de outros médiuns. O equivalente feminino é Mãe-de-Santo.

PAJÉ — É o curandeiro, o orientador, o conselheiro, o chefe, o adivinho de uma tribo indígena.

PAJÉ-AIBA — É o Pajé dado à prática de Magia Negra e de feitiçaria, aliado a algum espírito malfazejo. O mesmo que Quimbandeiro.

PAJÉ-CATU — É assim chamado o Pajé que pratica o bem sob a orientação de um Guia de alta luminosidade espiritual.

PAJELANÇA — Sessão onde predominam os espíritos de índios. Ritual indígena correspondendo a sessões de Terreiros com a finalidade de ajudar ou prejudicar a alguém, consistindo em um conjunto de cerimônias orientadas pelos pajés.

PALINÓ — Cântico ou poema em louvor a Iemanjá.

PANTÁCULO — Objeto ou figura de proteção rigorosamente pessoal para o seu portador, tendo uma finalidade determinada e desprendendo fortes radiações e vibrações. Difere do amuleto e do talismã, porque estes são de uso impessoal, podendo ser utilizado por qualquer pessoa. Seu modo de ação pode ser por contato direto ou à distância.

PAÓ — Palmas. Sinal dado pelas iniciandas para chamar a atenção de alguém.

PÃO BENTO — É o pão ázimo ou não, ao qual se dota de força mágica. É utilizado em inúmeros trabalhos como sejam: defumações, juntamente com açúcar, rapadura e fubá, ou tal como sai das padarias. Há trabalhos com pão e vela benta para se localizar num rio ou no mar o corpo de uma pessoa afogada.

PARÁ — É esta a designação dada aos terreiros em alguns Estados do Sul.

PARAMENTO — Roupas usadas em cerimônias do ritual religioso.

PARATUDO — Planta de grande uso nos Terreiros e em medicina caseira.

PARIETÁRIA — Planta muito usada em trabalhos de magia e em medicina doméstica.

PARTES DAS PLANTAS DE CONFORMIDADE COM AS CORRESPONDÊNCIAS PLANETÁRIAS:

Flores – Vênus
Cascas, Grãos e Sementes – Mercúrio
Folhas – Lua
Raízes – Saturno
Frutos – Júpiter
Caule – Marte

PÁSCOA — Comemoração pela Ressurreição de Cristo.

PATUÁ — Amuleto que é colocado num saquitel e é pendurado no pescoço ou se prende na roupa de uso.

Amuleto que é colocado num saquitel

Patuá

PAU-DE-ARARA — Planta cujas folhas e flores perfumadas são empregadas em banhos e defumações em diversos trabalhos de Umbanda.

PAU-FERRO — Vegetal de propriedades mágicas muito usado em trabalhos de Terreiro e em medicina doméstica.

PAU-PEREIRA — Vegetal usado em medicina doméstica e também em banhos de proteção e defesa.

PAU-ROSA — Madeira do Norte do Brasil muito usada na confecção de amuletos, em banhos, em defumações etc, pois é dotada de altas propriedades mágicas, sendo de grande uso nos trabalhos de Alta Magia.

PAULO — Grande missionário natural de Tarso, na Ásia e convertido ao Cristianismo pela célebre materialização de Jesus na estrada de Damasco. Morreu crucificado, em Roma, no ano 67 da nossa era.

PAXORÔ — Instrumento simbólico de Oxalá usado pelos Pais-de- Santo em trabalhos.

PEBRÉ — Fluido maléfico entre os africanos.

PEDRA-DE-RAIO — Meteorito. Fetiche de Xangô. Itá.

PEDRA-DE-SANTA-BÁRBARA — O mesmo que Pedra-de-Raio ou Pedra-de-Xangô. Ótimo amuleto devido às suas excelentes propriedades mágicas.

PEDRA-DE-XANGÔ — O mesmo que Pedra-de-Raio.

PEDRA HUME — Alúmen. Sulfato duplo de alumínio e potássio. Usado desde épocas imemoriais, tanto em pedra como cm pó, atribuindo-se-lhe grandes propriedades mágico-protetoras contra influências maléficas, mau olhado, obsessões etc.

PEGI-GÃ — É o dono do altar responsável pela sua conservação. Pai-de-Santo. Babalaô. Babalorixá.

PEMBA — Espécie de giz em forma cônico-arredondada, colorida em diversas cores, como sejam: branco, vermelho, amarelo, rosa, roxo, azul, verde e preto, servindo para riscar pontos e outras determinações ordenadas pelos Guias, sendo que, conforme a cor trabalhada, pode se identificar a Linha a que pertence a Entidade. De um modo geral as cores pertencem: Branco, para os Pretos- Velhos. Vermelho para Ogum. Amarelo para Oxóssi. Roxo para Cosme e Damião. Rosa para o Oriente. Azul para Iemanjá. Verde para Oxóssi. Preto para Exus e Omulu. Para se preparar uma pemba o processo é facílimo: pega-se um pouco de carbono de cálcio, que é adquirido nas farmácias, ou, na sua falta, reduz-se o giz escolar a um pó impalpável; em separado faz-se uma mucilagem de goma arábica, ou mesmo de caseina, que servirá como aglutinante ao carbonato de cálcio e, a seguir, com a mão, dá-se a forma desejada para a Pemba e deixa-se evaporar a água. Caso se queira colorida, é só juntar na solução de goma, a anilina ou tinta de cor   desejada. Como se vê, qualquer umbandista pode, com uma despesa insignificante, fabricar sua Pemba, evitando-se dessa forma, a complicadíssima importação das Pembas da Costa da África ou Guiné e não sabemos mais de onde porque, se torna muitíssimo cara a sua importação.

Espécie de giz

Pemba

PENTAGRAMA — É a estrela de cinco pontas. Poderoso amuleto, com a ponta para cima, representa a evolução, o progresso e o bem   Com   a ponta para baixo, é apenas o símbolo da negatividade e do mal.

PEPELÊ — Altar de Orixá.

PERERECA — Rã pequena muito usada em trabalhos de magia negra.

PERERECADO   – Enfeitiçado   Adoentado.

PERISPÍRITO — O Perispírito é a camada fluídica ou invólucro leve, incolor, intermediário entre o Espírito e a matéria.

camada fluídica intermediário entre o Espírito e a matéria

Perispírito

Pelo fato de existir a questão da hierarquia, que se conhece através das manifestações espirituais, alguns espíritos permanecem presos ao orbe terráqueo, ao passo que outros evoluem.

A esses espíritos evoluídos, denominam-se ENTIDADES ESPIRITUAIS ou GUIAS, e a um sem número deles está afeto o amargo encargo de dirigir os diversos planos, quer espirituais, quer materiais. Por essa razão o mundo sofre o domínio dos espíritos, enquanto o homem deixa de possuir o que ele denomina de LIVRE ARBÍTRIO. Por outro lado, sofrendo ele a perseguição que lhes movem os Espíritos das Trevas, surge o que o vulgo conhece com o denominativo de FATALIDADE.

A verdade está em que todos nós somos dominados pelos espíritos, seja desta ou daquela natureza; e, se soubermos controlar as suas manifestações, deixará de existir o caos, e guiados por aqueles a quem denominamos ESPÍRITOS DE LUZ, o mundo sobreviverá às hecatombes, e o curso das LEIS DIVINAS tomará o seu devido rumo. Nas irradiações das poderosas falanges do bem, os sublimes PRETOS-VELHOS, os audazes CABOCLOS e todos os maiorais da Umbanda, derramarão sobre a Humanidade sofredora, o bálsamo consolador.

PERTURBAÇÃO MENTAL — Perturbada é a pessoa que sofre alterações das suas faculdades mentais em virtude da atuação de espíritos atrasados ou odientos que, consciente ou inconscientemente exercem tal ação. Acontecendo tal coisa, a família do doente deverá levá-lo a um centro Kardecista ou a um Terreiro de Umbanda, a fim de livrá-lo de tão desagradável e perigosa companhia, pois o tratamento médico, em tal caso, nenhum resultado proporcionará ao doente, visto tratar-se de um mal puramente espiritual.

PESTIADO — É aquele que, além de adoentado e enfraquecido, pode também estar sofrendo os efeitos de trabalhos, despachos ou encostos. Uma consulta num terreiro de Umbanda resolverá tudo.

PIAGA — O mesmo que Feiticeiro, Pajé ou Sacerdote.

PICASSU — Assim é chamada a pomba-rola, ave muito empregada nos trabalhos de Umbanda.

PICOTA — É a Galinha de Angola que é muito utilizada tanto em trabalhos de magia branca, como de magia negra.

PILÃO-DE-OXALÁ — Assim é denominada a comida votiva de Oxalá, e que consta de carne de cabra e farinha de milho sem sal.

PINHÃO — Fruto dotado de grandes propriedades mágicas e absorvente de correntes nocivas, sendo empregado com excelentes resultados contra quaisquer trabalhos de magia negra.

PINIMA — Questão aberta ou disfarçada entre duas pessoas. (angola).

PIPOCA — É o grão de milho branco que, arrebentado ao calor do fogo, pode ser utilizado em trabalhos de terreiro.

PIRAPANEMA — Estrela d’Alva. Vênus.

PIRIGUAIA — É uma variedade de búzio.

PITANGUEIRA — A Pitangueira é uma árvore de grandes propriedades mágicas, sendo suas folhas utilizadas em banhos e defumações como absorvente de fluidos nocivos.

PITEIRA — Planta dotada de grandes propriedades mágicas e utilizada com grandes vantagens em banhos e defumações.

PITONISA — Sacerdotisa do Templo de Delfos, que se tornou célebre pelas suas grandes profecias. Pitonisa é também o nome dado à mulher que prediz o futuro.

PLANETAS E SUAS CORRESPONDÊNCIAS:

SOL
Metal — Ouro.
Pedras preciosas — Diamante, Crisólita, Ônix, Topázio, Rubi, Âmbar.
Cores — Amarelo-ouro  Alaranjado.
Número – Seis.
Perfumes — Heliotrópio, Lavanda, Rosa, Sândalo.
Defumação — Heliotrópio, Lavanda, Rosa, Sândalo ou uma mistura de cascas de laranja com malvas e umas gotas de essência de violeta dissolvida no álcool
Dia da Semana — Domingo
Entidade planetária — Miguel
Signo do Zodíaco — Leão
Linha — Oxalá
Falanges — Pretos-Velhos
Elemento — Fogo
Animais, Aves e Peixes — Cavalo, Carneiro, Cisne, Canário, Galo, Leão, Cavalo-Marinho.
Quadrado mágico — Está sobre seis colunas dando, pois, 36 casas. O número base é 111 e o total das colunas é 666

LUA
Metal — Prata
Pedras preciosas — Diamante Selenita, Cristal, Pedra-lunar, Opala, Água-marinha, Esmeralda.
Cores — Branco-prateado, Cinza , Azulado
Perfumes — Mirra, Íris, Lírio, Malvaísco, Malva
Defumação — Mirra, Íris, Lírio, Malvaísco, Malva, Uma mistura de madressilva, Tília e sementes de cominho.
Dia da Semana — Segunda-feira.
Entidade planetária — Gabriel.
Signo do Zodíaco — Caranguejo, Câncer.
Linha — Almas.
Falanges — Omulu.
Elemento — Água.
Animais, Aves e Peixes — Gato, Pantera, Corvo, Coruja, Pato, Ganso, Caranguejo, Lagosta.
Quadrado mágico — Está sobre 9 colunas dando, pois, 81, casas. O número base é 369 e o total das 9 colunas é 3.321.

MARTE
Metal — Ferro.
Pedras preciosas — Rubi, Ametista, Granada, Ímã.
Cor — Vermelho.
Número — Cinco.
Perfumes — Aloés — Cravo.
Defumação — Áleos — Cravo — Uma mistura de palha de alho, flor ou folhas de lilás e mentol. Além dessas, jogar no fogo ou brasas algumas gotas de Eugenol (Essência artificial de cravos)   previamente dissolvidas em álcool.
Dia da semana — Terça-feira.
Entidade planetária — Samuel.
Signos do Zodíaco — Carneiro e Escorpião.
Linha — Ogum. Falanges — Caboclos.
Elementos — Fogo e Água.
Animais, Aves e Peixes — Tigre — Hiena — Leopardo — Macaco — Abutre — Falcão — Gavião — Arraia.
Quadrado mágico — Está sobre 5 colunas dando, pois, 25 casas.
O número base é 65 e o total das 5 colunas é 325.

MERCÚRIO
Metais — Mercúrio metálico (azougue) — Amálgama de prata.
Pedras preciosas — Ametista — Berilo — Sardonia — Marcassita — Jaspe — Olho-de-gato.
Cores — Roxo — Violeta — Azul-pálido — Azul indico (Azul arroxeado).
Número — oito.
Perfumes — Verbena — Lírio — Canela — Lavanda.
Defumação — Verbena — Lírio — Canela — Lavanda.
Também uma de anis, acácia de anis, estramônio.
Dia da semana — Quarta-feira.
Signos do Zodíaco — Gêmeos e Virgem.
Entidade planetária — Rafael.
Linha — Xangô. Falanges — Caboclos. Elementos — Água e Terra.
Animais, Aves e Peixes — Cão — Lebre — Papagaio — Coelho — Cegonha — Andorinha — Pego — Pintarroxo — Ostra.
Quadrado mágico — Está sobre 8 colunas dando, pois, 64 casas.
O número base é 260 e o total das 8 colunas é 2.080.

JÚPITER
Metal — Estanho.
Pedras preciosas — Esmeralda — Turquesa — Ametista — Safira escura — Crisólita.
Cores — Verde — Azul — Violeta.
Números — quatro — seis e doze.
Perfumes — Noz-moscada, Goivo.
Defumação — Noz-moscada, Goivo. Também uma mistura de flores de violeta, grão e cascas de sésamo, aloés, madressilva, malvas.
Dia da semana — quinta-feira.
Entidade planetária — Sachiel.
Signos do Zodíaco — Peixes e Sagitário.
Linha — Oxóssi.
Falanges — Caboclos.
Elementos — Água e Fogo.
Animais, Aves e Peixes — Elefante — Carneiro — Águia — Pavão — Perdiz — Cotovia — Baleia — Cação.
Quadrado mágico — Está sobre 4 colunas dando, pois, 16 casas.
O número base é 34 e o total das 4 colunas é 136.

VÊNUS
Metal — Cobre.
Pedras preciosas — Água-marinha — Pérola — Esmeralda — Ágata — Safira-clara — Coral-rosa.
Cores — Azul — Verde.
Número — Sete.
Perfumes — Verbena — Lilás — Açafrão — Lírio.
Defumação — Verbena — Lilás — Açafrão   — Lírio — Também uma mistura de   folhas de lírio, pinheiro, lilás e rosas.
Dia da semana — Sexta-feira.
Entidade planetária — Anael.
Signos do Zodíaco — Touro e Libra.
Linha — Iemanjá.
Falanges — Povo d’Água.
Elementos — Terra e Ar.
Animais, Aves e Peixes — Touro — Coelho — Rouxinol — Pomba rola — Pardal — Andorinha — Ostra — Mariscos — Conchas.
Quadrado mágico — Está sobre 7 colunas dando, pois, 49 casas.
O número base é 175 e o total das 7 colunas é 1.225.

SATURNO
Metal — Chumbo.
Pedras preciosas — Ônix — Jade — Pérola-escura — Cornália.
Cores — Negra, segundo uns — Rosa, segundo outros.
Perfume — Benjoim — Incenso.
Defumação — Benjoim — Incenso. Mistura de folhas de fumo e sementes de cominho ou qualquer outra planta de Saturno.
Dia da Semana — Sábado.
Signos do Zodíaco — Aquário — Capricórnio.
Entidade planetária — Cassiel.
Linha — Oriente.
Falanges — Crianças — Povo do Oriente.
Elementos — Ar e Terra.
Animais, Aves e Peixes — Bode — Camelo — Burro — Toupeira — Tatu — Urubu — Coruja — Camundongo — Enguia.
Quadrado Mágico — Está sobre 3 colunas dando, pois, 9 casas; o número base é 5 e o total das 3 colunas é 45.

PLANTAS CONFORME  CORRESPONDÊNCIAS PLANETÁRIAS:

SOL — DOMINGO: Amêndoa — Angélica — Arruda — Alecrim — Aloés — Açafrão — Rico (Guia) Algaravia — Arnica — Artemísia — Anis — Bistorta   (serpentária)   — Camomila-romana — Colerico autumnalis — Centáurea-menor — Calêndula — Cipreste — Cedro — Cevada — Canela — Celidônia — Chapeleira — Cravo-de-defunto — Crisântemo — Drósera — Enfrásia — Erva-cidreira — Erva-de-são-joão — Freixo Girassol — Genciana — Loureiro — Limoeiro — Laranjeira — Nogueira — Oliveira — Peônia — Palmeiras — Sândalo vermelho — Sene — Tormentilha — Trevo — Tournesol — Trigo — Tanchagem — Viscum album — Videira.

LUA — SEGUNDA-FEIRA: Alface — Abóbora — Agrião — Aveia — Açucena — Amaranto — Beldroega — Bananeira — Branca ursina — Bonina (Maravilha) — Cominho — Cardamina (Mastruço-dos- Campos) — Campainha — Consolida menor — Cinoglossa — Coalha-leite — Couve — Dormideira — Erva-pinheira — Goivo — Gerânio — Hera — Eléboro — Íris — Lentilha — Língua- de-serpente — Lírio-do-Brejo (Íris amarelo) — Mercurial — Malva — Miosótis — Melão — Margarida — Melancia — Mastruço — Nenufar — Orelha-de-rato — Papoula — Pepino — Rabanete — Sândalo branco — Saxifraga — Saião — Salgueiro branco — Tília — Tamargueira   (Tamari, não confundir com Tamarindo) — Violeta.

MARTE — TERÇA-FEIRA: Acácia — Anis — Aipo — Abrotano — Alcassus — Avelã — Avenca — Alfazema — Amoreira — Azedinha — Álamo — Canafístula — Chicórea — Cinoglossa — Cenoura — Chá-mate — Campainha — Carvalho — Cubeba — Erva-cidreira — Enula — Erva-de-gato — Escabiosa — Feto-de-Meliloto — Mercurial — Mangerona — Murta — Mandrágora — Maro verdadeiro — Orégano — Parietária — Pastinaga — Quintifólio — Garancia (Ruiva-dos-tintureiros) — Salva — Serpão — Sabugueiro — Salsaparrilha — Tus silago (Erva-de-São-Quirino) — Valeriana — Verbena — Vime.

MERCÚRIO — QUARTA-FEIRA: Absinto (Losna) — Alho — Anêmona (Pulsatila) — Arum maculatum (Tinhorão) — Aroeira — Azevinho — Alcachofra — Arnoglosse — Aspargo — Babosa — Briônia — Beladona — Berberis — Cardus Benedictus — Centáurea-menor — Cocleária — Coentro — Cebola — Cebolinha — Dulcamara — Dália — Erva-de-bicho — Espada-de-São-Jorge — Fumo — Feto-macho — Gerânio — Graciola — Giesta — Lúpulo — Linhaça (Linho) — Lírio roxo — Mostarda — Mangericão — Nardo — Pé-de- galo — Pinheiro — Pilriteiro — Peônia — Ranúnculo — Rábano — Ruibarbo — Urze — Valeriana — Verônica.

PITER — QUINTA-FEIRA: Aspargo — Agrimônia — Azedas — Aristolóquia — Álamo (Choupo) — Amoreira — Aveleira — Betônica — Borragem — Balsamita — Beterraba — Buglossa — Betula — Cravo comum — Castanha comum — Cana-de-açúcar — Cravo-da-Índia — Carlina — Damasqueiro — Erva-benta (Sanamunda) — Erva doce — Estramônio (Figueira brava ou do Inferno) — Freixo — Goivo — Hepático — Hissopo — Heleboro branco — Ipecacuanha (Poaia) — Jasmim — Labaça — Murta — Mirra — Olmo — Pereira — Pulmonária — Quinquinfólio — Quelidônia — Roseiras — Romeira (Romã) — Sálvia — Sempre-viva — Tanaceto — Trevo cheiroso.

VÊNUS SEXTA-FEIRA: Amor-perfeito — Altéa — Amei — Áster — (Flor estrelada) — Agaxeira — Acelga — Arenária-rubra — Buxo — Bardana — Bétula — Borragem — Couve-flor — Carlina — Cerejeira — Cardo-santo — Centáurea-menor — Colchico — Castanha-do- Pará — Centeio espigado — Consolida maior — Digitalis — Erva-pombinha — Escrofulária — Fuchisia — Fava — Feijão — Ginja — Gerânio — Grama — Jacinto — Miosótis — Macieira (Maçã) — Murta (Mirto) — Mil-folhas — Mal-me- quer branco — Malvaísco — Morangueira — Narciso — Orcaneta Poejo — Primavera — Pessegueiro — Pera — Pé-de-leão — Papoula — Rosa — Rainha-dos-bosques — Saponária — Serpão — Sabugueiro — Trevo-azedo — Tanchagem (Plantago) — Visco-do- pinheiro — Visco-do-carvalho — Verbena — Violeta — Zimbro.

SATURNO SÁBADO: Ameixa-brava — Assa-fétida — Agno Castus — Acônito — Abrunheiro — Azedinho — Beladona — Bolsa-do-pastor — Bistorta — Cicuta — Cavalinha — Cáctus — Cabelo-de- Vênus — Coca — Estramônio — Fumária — Joio — Lírio- do-brejo — Liamba (Maconha) — Meimendro preto — Mandrágora — Musgo — Nespereira — Orelha-de-rato — Parietária — Papoula — Samambaia — Serpentária — Úsnea — Verbasco.

 

PONTEIROS — São punhais utilizados nos diversos rituais das diversas práticas de Umbanda, as quais têm alto significado. Pelo poder que tem o aço em captar as forças vivas da natureza, inclusive os fenômenos atmosféricos, onde entra a questão da eletricidade; o ponteiro representa a atração das forças espirituais, tal como um ímã que é utilizado como fonte criadora de energia elétrica. O ponteiro atirado sobre um ponto riscado, simboliza a firmeza de uma irradiação espiritual, onde são encarados vários pontos de vista, como os seguintes:

  • O apoio e união das forças espirituais;
  • A vibração dos elementos que concorrem para o êxito dos trabalhos;
  • A magia que se opera na evolução das entidades espirituais;
  • A boa ou má aceitação que possam ter as entidades máximas que recebem as vibrações do plano material, em perfeita harmonia com os planos espirituais;
  • A repercussão futura que ocasionará na existência dos seres humanos, após a terminação dos trabalhos etc. etc.

PONTOS CANTADOS — Os pontos cantados na Umbanda são a prece e a invocação das falanges, chamando-as ao convívio das suas reuniões que, no momento, se iniciam. Todas as religiões têm os seus cânticos. Assim, a Umbanda usa os seus pontos cantados, dos quais, entretanto, não se deve abusar, pois eles representam as forças falangistas que se aproximam dos terreiros ou centros, para os trabalhos, sejam eles de magia, de descarga ou de desenvolvimento de médiuns. Mas, prestem bem atenção. Não deturpem os pontos com   excesso de cantos, muitas vezes impróprios para o momento, pois um ponto mal tirado, fora do seu âmbito, não produzirá o efeito desejado, prejudicando a aproximação das falanges e até mesmo perturbando o ambiente, pois essas falanges não estão sendo chamadas como deveriam ser. Cantem os seus pontos em harmonia, sem exagero, com cadência própria, porque a harmonia dos sons é uma das mais importantes partes da magia e dela depende, dentro da Umbanda, a vinda dos chefes para darem a luz necessária, na verdadeira construção dos trabalhos que se processarão dentro dos rituais, impostos pelas preces de canto, que formam uma das maiores forças mágicas da Umbanda.

Pontos-cantado, são a prece e a invocação das falanges

Pontos-cantados

PONTOS RISCADOS — Os trabalhos umbandistas, provindos das velhas seitas, foram sempre iniciados com riscos, ou pontos riscados, com o significado de letras ou hieróglifos, de acordo com a Linha a que pertencesse a entidade que fosse praticar o trabalho de magia, necessário naquele momento.

Pontos Riscados

Pontos Riscados

É a Pemba, na Umbanda, a força misteriosa da escrita astral de nossa seita, que tem o poder de fechar, trancar ou abrir os terreiros, de acordo com as exigências dos trabalhos que vão ser praticados.

Não pode existir um terreiro e muito menos um trabalho de magia sem o testemunho dos pontos riscados, isto é, da Pemba.

Quando um filho de Umbanda se apresenta perturbado num terreiro e é cruzado com a Pemba, isto representa a escrita divina através da magia, para chamar à razão a entidade obsessora, a fim de que ela possa conhecer, por meio desse risco simbólico, o seu erro e abandonar esse filho que até então obsedava.

Assim, a Pemba, pode-se afirmar sem a menor dúvida, é o instrumento mais poderoso da Umbanda, pois sem os pontos riscados nada se poderia fazer com segurança.

 

PORTEIRA — Entrada do Terreiro.

POSSUÍDO — Mediunizado.

PRECE — Oração. Reza. Súplica. Pedido que se faz às forças do Bem e do Amor para se obter um favor ou uma graça.

PRECE REFRATADA — Assim se chama a prece dirigida a um espírito que, estando em plano de sofrimento ou reencarnado, é encaminhado pelas Entidades Superiores a outros espíritos iluminados capazes de atender, de acordo com o merecimento de quem dirige a prece.

PRETOS-VELHOS — Os Pretos-Velhos são espíritos modestos e humildes que perdoam e desculpam as faltas humanas, estando sempre dispostos à prática da caridade. Não somente dão conselhos preciosos, mas realizam curas e prestam muitos outros benefícios. Pretos-Velhos é também a designação dada em Umbanda aos espíritos de elevada hierarquia que, quando incorporados são a verdadeira espiritualização da humildade.

PRIMAZ — Presidente do Primado de Umbanda; aquele que ocupa o primeiro lugar.

PROMESSA — É o compromisso assumido perante um santo ou divindade em realizar algum ato ou obrigação, logo que seja concedido o pedido feito, seja para o próprio que o fez ou para outrem. É comum se ver em certas escadas de igrejas alguém subir de joelhos os vinte e oito primeiros degraus, que são considerados sagrados porque, a escada que Jesus subiu para ser levado perante Poncius Pilatos, tinha vinte e oito degraus.

PROPRIEDADES MÁGICAS DE ALGUMAS PLANTAS:

Absinto – Afugenta os maus espíritos.
Agrimônia — Idênticas propriedades do Absinto.
Abrotano — Auxilia nas evoluções quando usada em defumações.
Alecrim — Idênticas propriedades da Alfazema.
Alfazema — Protege contra as influências nocivas, limpando pessoas e ambientes.
Alho — Afugenta os maus espíritos.
Amaranto — Protege as pessoas atraindo a proteção de seus superiores.
Amor-agarradinho — Utilizado em magia amorosa.
Angélica — Trazida pelas pessoas ajuda contra a fascinação e vampirismo espiritual.
Arruda — Afugenta os maus espíritos, protege contra magia negra destruindo larvas astrais
Artemísia — Vide Absinto.
Bambu — Usado em defumações e banhos contra perseguições de obsessores.
Bem-com-Deus — Limpa psiquicamente pessoas e ambientes.
Beldroega — útil contra pesadelos provocados por espíritos atrasados.
Betônica — Protege contra os enfeitiçamentos destruindo seus efeitos.
Benjoim — Excelente destruidor de larvas astrais e purificador de ambientes.
Bico-de-Pato — Vide Sete Casacas.
Botões de flores de laranjeiras — Utilizados em magia amorosa.
Brada-Mundo — Vide Cardamomo.
Briônia — Protege contra todos os malefícios e enfeitiçamentos.
Cardamomo — Atrai fluidos benéficos.
Chá-Mate — Auxilia a concentração fluídica.
Camomila — Ótimo condensador de fluidos.
Caapi — Produz o desdobramento da personalidade
Cânfora — Atrai bons espíritos.
Ciclamem — Empregado em magia amorosa.
Cravo-da-Índia — Quando mastigado ou em defumações e banhos, auxilia e aumenta o magnetismo das pessoas ou da corrente magnética.
Cravo Comum — Idênticas propriedades do Cravo-da-Índia.
Crisântemo — Preserva dos malefícios e vitaliza astralmente seu portador.
Canela Sassafrás — Idênticas propriedades da Canela.
Canade-Açúcar — Quando usada em defumações atrai fortuna.
Cipó Cruz — Destruidor de larvas astrais. Afugenta os espíritos obsessores, protege pessoas e ambientes.
Cipó Caboclo — Idênticas propriedades do Cipó Cruz.
Comigo-Ninguém-Pode — Excelente destruidor nocivo de miasmas psíquicos. Protege pessoas e ambientes destruindo a força dos obsessores e perseguições espirituais ou de inimigos ocultos.
Elemi — Idênticas propriedades de Benjoim e Mirra.
Espada-de-São-Jorge — Afugenta os maus espíritos, protege contra a magia negra, absorve fluidos nocivos e cargas negativas de pessoas e ambientes aos quais protege com grande eficácia.
Espada de Ogum — Vide Espada-de-São-Jorge.
Espada-de-Santa-Bárbara — Idênticas propriedades da Espada- de-São-Jorge.
Estrondo —   Afugenta   obsessores   protegendo eficazmente pessoas e ambientes.
Enxota — Vide Estrondo.
Erva-Cidreira — Vide Melissa.
Estoraque — Dissipador de larvas astrais tornando pessoas e ambientes psiquicamente limpos.
Fumo — Destrói fluidos nocivos e cargas negativas.
Girassol —   Excelente condensador fluídico, gozando   de idênticas propriedades do Cravo-da-Índia além de auxiliar os processos adivinhatórios.
Guiné-Caboclo — Excelente absorvente de miasmas psíquicos de pessoas e ambientes aos quais protege com suma eficácia, afugenta obsessores, destrói larvas astrais, dá proteção a quem o utiliza sob qualquer modalidade e necessidade.
Guiné-Pipi — Além das propriedades do Guiné-Caboclo, goza também da propriedade de neutralizar os efeitos maléficos de perversão sexual do sexo feminino.
Iagê — Vide Caapi.
Incenso — Destruidor de larvas astrais tornando pessoas e ambientes psiquicamente limpos, predispondo a uma boa concentração e ajuda eficaz do Plano Espiritual Superior.
Ipê Amarelo — Idênticas propriedades do Guiné e do Incenso.
Kousso — Excelente condensador magnético.
Lilás — Auxilia o desenvolvimento da vidência. Além de ser utilizado em banhos e defumações, deve-se usar também uma maceração de suas flores em óleo a ser queimado nas lamparinas usadas nos Terreiros.
Lírio — Excelente condensador magnético.
Louro — Auxilia os processos adivinhatórios, atrai fartura.
Manjericão — Afugenta obsessores, destrói larvas astrais, dá proteção a quem o utiliza sob qualquer modalidade.
Magnólia — Excelente condensador magnético.
Malvas — Limpa psiquicamente pessoas e ambientes, auxiliando o desenvolvimento mediúnico.
Matricária — Idênticas propriedades do Lírio.
Melão-de-São-Caetano — Excelente afugentador de obsessores.
Melissa — Auxilia o desenvolvimento mediúnico aumentando a intuição.
Milho — Dá fortuna.
Mil-Homens — Idênticas propriedades da Arruda.
Mirra — Atrai bons espíritos.
Negramina — Idênticas propriedades da Espada-de-São-Jorge.
Nozes — Atraem bons fluidos e trazidos pelo seu portador, facilitam bons negócios atraindo fortuna.
Olho-de-Boi —   (Fava)   ótimo amuleto defensivo para   seu portador.
Oliveira — Excelente condensador fluídico.
Pau-Rosa — Predispõe a uma boa concentração, auxilia as comunicações das Entidades Superiores bem como sua ajuda. Limpa psiquicamente pessoas e ambientes.
Peônia — Preserva dos malefícios e destrói seus efeitos.
Pitangueira — Idênticas propriedades do Incenso e do Guiné Caboclo.
Pinhão — Destrói trabalhos de magia negra e enfraquece o poder maléfico dos quimbandeiros.
Rosa Vermelha — Atrai a ajuda das Entidades Superiores bem como facilita uma boa incorporação para as mesmas. Torna pessoas e ambientes psiquicamente limpas.
Sândalo — Excelente condensador fluídico. Idênticas propriedades da Rosa e Pau-Rosa.
Sempre-Viva — Utilizada em magia amorosa.
Serpentária — Excelente condensador fluídico.
Sete-Casacas — Afugenta obsessores.
Tira-Teima — Idênticas propriedades do Cipó-Cruz.
Tinhorão — Absorve fluidos nocivos.
Trigo — Atrai fartura.
Umbanda — Afugenta os obsessores destruindo perseguições de entidades do mal.
Umburana — Idênticas propriedades do Pau-Rosa.
Urze — Destrói larvas astrais e auxilia os processos adivinhatórios.
Verbena — Utilizada em magia amorosa.
Zimbo — Destrói larvas astrais.

 

PSICOMETRIA — É a faculdade que possuem alguns médiuns de, pelo contato com algum objeto, de relatar minuciosamente, não somente a origem e história desse objeto, como também de seus possuidores.

PUCAMUÇÁ — Nome do ritual onde se usam máscaras durante o trabalho.

PURGAMENTA — Embrulhos contendo restos de comidas, bebidas, roupas e outras coisas usadas em trabalhos de descarga em alguém e que são lançados na água, em encruzilhadas ou destruídas pelo fogo.

PURIFICAÇÃO — É a limpeza psíquica de pessoas, objetos ou lugares, que é feita com água pura ou acrescida de outras substâncias, ou ainda com água do mar, da chuva, do rio, de cachoeiras etc.